segunda-feira, 25 de julho de 2016

Vamos abençoar o próximo

Porventura, não é também que repartas o teu pão com o faminto e recolhas em casa os pobres desterrados? E, vendo o nu, o cubras e não te escondas daquele que é da tua carne ? Então romperá a tua luz como a alva, e a tua cura apressadamente brotará, e a tua justiça, irá adiante da tua face, e a glória do Senhor será a tua retaguarda. Então, clamarás, e o Senhor te responderá; gritarás, e ele dirá: Eis-me aqui; acontecerá isso se tirares do meio de ti o jugo, e o estender do dedo e o falar vaidade; e ser abrires a tua alma ao faminto e fartares a alma aflita, então, a tua luz nascerá nas trevas, e a tua escuridão será como o meio-dia.
E o Senhor te guiará continuamente, e fartará a tua alma em lugares secos, e fortificará teus ossos; e serás como um jardim regado e como um manancial cujas águas nunca faltam.
Isaías: 58 - 7 a 12
O Senhor Deus esta falando comigo e com você, sobre esse texto, pois como podemos dizer que amamos ao próximo como a nós mesmos, se não ajudamos ao pobre e necessitado, não importa o que dizem, que não devemos incentivar os pobres e pedintes a continuar pedindo, eu prefiro continuar ajudando, e fazendo a vontade de meu pai que esta nos céus, e é justamente por isso, que o Senhor Deus, tem me dado, saúde.
Sigam esses preceitos, e sejam saudáveis, em nome de Jesus.